Ads Top

Levy Fidelix é condenado a pagar R$ 1 milhão de Reais por Declarações Homofóbicas



Não sei se você se lembra de um candidato previamente conhecido como 'Senhor Barriga' à época de nossas últimas eleições no Brasil.

Começou assim... jeitinho atarracado, gordinho com a cara carrancuda de quem não tinha paciência para nada. Conforme foi, fez.

Discorria em um discurso exaltado e impaciente, como se falar alto em tom de briga, fizesse o povo votar nele. Defendia que a família era o assunto mais importante a ser tratado. Bom, que família é importante não tenham dúvidas disso.



Esqueceram só de explicar à Fidelix, que sua ignorância sobre o que é "Família" nos dias de hoje e também sobre seu preconceito e homofobia poderia lhe render um processo gigantesco, que irritou milhares no Brasil, que veio à público recentemente em publicação na sexta-feira dia 13, da condenação pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).

A multa aplicada ao ex-candidato à presidência da República, foi um tiro certeiro da Justiça em resultado de uma ação civil pública de danos morais, movida pelo movimento Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBT).

Em relação à época das eleições e até hoje, ainda acredito e custo a aceitar que não vejam que Levy passou dos limites da liberdade de expressão. Dizer que não gosta das pessoas que encaixam no seu "ideal de família" é uma coisa. ( que por tais declarações demonstra ser um ser preconceituoso e ignóbil ) mas ofender e incitar é uma coisa totalmente diferente.

Não se lembra das declarações dele?

O gatilho da revolta brasileira em relação à Fidelix, e pasmem: com muitos adeptos, ocorreu no debate eleitoral na TV aberta, no dia 28 de setembro de 2014.

O candidato do PRTB, ao ser questionado sobre o motivo de muitos defensores da família se recusarem a reconhecer o direito de casamento civil para casal gays, respondeu que: "dois iguais não fazem filho" e que "aparelho excretor não reproduz"

Aparelho excretor não reproduz (...) Como é que pode um pai de família, um avô ficar aqui escorado porque tem medo de perder voto? Prefiro não ter esses votos, mas se um pai, um avô que tem vergonha na cara, que instrua seu filho, que instrua seu neto. Vamos acabar com essa historinha"

"Historinha" Fidelix?
"Historinha"??

Milhares de pessoas sendo atacadas nas ruas, em becos, verbalmente, virtualmente e fisicamente por simples ignorância e incapacidade de aceitar a diversidade alheia, não é uma triste realidade, pra você é uma "Historinha"?

Durante o debate, Levy ainda teve o disparate de comparar homossexualidade à pedofilia.



Na réplica, a candidata do PSOL, Luciana Genro, defendeu o casamento igualitário como medida para reduzir a violência contra a população LGBT, porém falar contra o que acreditava Fidelix, só o fez endurecer o discurso e soltar as seguintes pérolas:



"Luciana, você já imaginou? O Brasil tem 200 milhões de habitantes, daqui a pouquinho vai reduzir para 100 [milhões]. Vai para a avenida Paulista, anda lé e vê. É feio o negócio, né? Então, gente, vamos ter coragem, nós somos maioria, vamos enfrentar essa minoria. Vamos enfrentá-los. Não tenha medo de dizer que sou pai, uma mãe, vovô, e o mais importante, é que esses que têm esses problemas sejam atendidos no plano psicológico e afetivo, mas bem longe da gente, bem longe mesmo porque aqui não dá"

Eu sinceramente não sei que parte do discurso em apenas 6 linhas é mais absurdo, homofóbico, discriminatório, infantil, medroso e ignorante sobre um assunto tão sério. Brasileiros desenharam Fidelix com boca de vaso sanitário na época. #nemprecisacomentar

Segundo o tribunal, as declarações do então candidato à presidência :

"Ultrapassaram os limites da limites da liberdade de expressão, incidindo em discurso de ódio".  Por isso, deverá pagar uma multa de 1 milhão de reais que serão revertidos para as ações de promoção de igualdade da população LGBT, conforme definição do Conselho Nacional de Combate à Discriminação LGBT.  
De acordo com a sentença, declarações como as de Fidelix, refletem e insuflam "uma triste realidade brasileira de violência e discriminação a esse segmento, a qual deve ser objeto de intenso combate pelo Poder Público, em sua função primordial de tutela da dignidade humana". Por isso, "agiu de forma irresponsável o candidato Levy Fidelix e, em consequência, o seu partido ao propagar o discurso de teor discriminatório.   
Na qualidade de pessoa pública formadora de opinião, que obteve um número de votos relevante no primeiro turno das eleições presidenciais em 2014, ao discursar em rede televisiva a todo o Brasil, tinha o dever ético e jurídico de atuar em consonância com os fundamentos da Constituição."

Dentro dos termos da sentença, acredito que em algo resultou a ação, ainda que não deva fazer nem cócegas nas opiniões alheias e distorcidas sobre o que é família para muitos conservadores, mas ainda sim mesmo lenta, é mais um ponto rumo à evolução de uma sociedade mais correta e respeitosa.


Nenhum comentário:

Obrigado pela visita! Deixe aqui seu comentário e seu site/blog que retribuirei! :) Volte Sempre!

Tecnologia do Blogger.