Ads Top

Stephen Hawking, físico britânico, morre aos 76 anos



Hoje as estrelas ganharam mais um astro.


     Stephen William Hawking, físico e pesquisador britânico, morreu hoje (14 de março de 2018) aos 76 anos, em sua casa na Inglaterra. A notícia foi dada pelos filhos Lucy, Robert e Tim à imprensa: 


"Estamos profundamente tristes pela morte do nosso pai hoje. Era um grande cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado viverão por muitos anos."

     Hawking ficou conhecido pelo mundo todo como um grande físico, desde o começo de sua vida. Nascido em 8 de janeiro de 1942, exatamente 300 anos após a morte de Galileu, no final da década de 1960 Stephen Hawking ganhou notoriedade com a sua teoria sobre a singularidade do espaço-tempo, aplicando a lógica dos buracos negros a todo o universo. 
     Sua fama veio de forma mais intensa ainda, quando lançou ao público em geral, um livro explicando de forma detalhada o assunto entitulado de "Uma breve história do tempo", best-seller lançado em 1988 e ainda bastante latente nos dias atuais.


     Além de todo o conhecimento aplicado e disseminado para todos, Stephen foi um exemplo de superação, inspiração e determinação ao conquistar tudo isso mesmo sendo atingido por uma rara doença chamada Esclerose Lateral Amiotrófica - ELA, uma doença degenerativa que faz com que se inicie a morte dos neurônios motores, que são as células nervosas responsáveis por todos os movimentos do corpo. A doença faz com que o paciente perca a capacidade de se mover, falar, engolir e respirar. 

     Aos 21 anos, os médicos o diagnosticaram e deram somente 3 anos de vida a partir daquele momento, porém, Stephen não se deixou vencer e a cada nova dificuldade, criou outro sistema para se comunicar e continuar a estudar e aprender. 

Tratei de levar a vida mais normal possível e de não pensar na minha doença ou lamentar as coisas que não posso fazer, que não são tantas”, escreveu certa vez.

E assim o fez...

     Stephen viajou de balão, flutuou em gravidade zero em uma estação espacial da Nasa, casou-se 2 vezes, teve 3 filhos, participou de seriados de comédia, lançou vários livros que renderam milhões em vendas, descobriu sobre o buraco negro, sobre a relatividade à teoria quântica para explicar a criação e o funcionamento do Universo e ainda foi inspiração para um filme sobre a sua vida.


Hawking experimenta zero gravidade durante um voo sobre o Oceano Atlântico. "Foi incrí­vel... eu poderia ter ido e continuado",(Foto: Zero G / AFP Photo)

       Hawking ficou mundialmente conhecido como o gênio da cadeira de rodas com voz sintetizada, que veio de um programa de computador que se tornou sua característica e meio de comunicação com o mundo.

      Conhecido por abordar temas como a natureza da gravidade e a origem do universo, Stephen Hawking foi inspiração para o cinema e teve sua vida contada no filme "A Teoria de Tudo", que rendeu o Oscar de melhor ator a Eddie Redmayner. 
                                 Tanto sua própria existência, quanto o filme, ajudaram a fazer com que o mundo entendesse um pouco mais sobre a ELA, assim como foi o desafio do 'balde de gelo', febre em 2014.

Trajetória de Stephen Hawking (Foto: Juliane Monteiro/G1)

     Hawking falece na mesma data de nascimento de Albert Einstein (14 de março de 1879) e deixa de mesma forma que os gênios a que suas datas se assemelham, um grande legado que será lembrado por gerações.




     Que suas descobertas, estudos e paixões, sejam replicados e multiplicados por toda a humanidade, em um loop infinito até que alcancem as estrelas, assim como acreditava:


Olhe para as estrelas e não para os seus pés.
     Nosso adeus será em forma desta última homenagem:




Nenhum comentário:

Obrigado pela visita! Deixe aqui seu comentário e seu site/blog que retribuirei! :) Volte Sempre!

Tecnologia do Blogger.